Como encontrar a melhor ideia para o seu negócio

Tempo de leitura: 5 minutos

Nesta lição que faz parte da série: 3 lições para criar sua ideia de negócio do zero.
Vamos responder:
Como eu sei se uma ideia é boa para o meu negócio?
Que passos eu posso seguir para elaborar uma ideia?
Como eu encontro um mercado para minha ideia?

Para falarmos sobre a elaboração da sua melhor ideia, iremos antes imaginar juntos, um personagem conhecido como Alex que tem dois cachorros que ele chama de “filhos”. Porque ele ama estar perto de cachorros, leva seus cãezinhos em todos os lugares e isso inclusive o ajuda a ficar amigo de outros apaixonados por cachorro. Alex aproveita tanto a vida que sente que deveria espalhar a felicidade praticando voluntariado. Alex já tentou o voluntariado, mas nunca deu continuidade ao projeto, então ele quer encontrar um programa em que possa se comprometer a longo prazo.

Vamos ajudá-lo a descobrir que tipo de voluntariado ele deveria escolher.

BOA IDEIA: Qual oportunidade vai manter Alex mais interessado?
1 – Recolher lixo todo domingo de manhã
2 – Caminhar com cachorros do abrigo local
3 – Ler para crianças da escola

RESULTADO: Todas as oportunidades são válidas e ajudam a comunidade, mas Alex é louco por cachorros, então ele certamente vai ficar com o programa de passeio de cães. Esse tipo de raciocínio é parecido com o processo de encontrar uma grande ideia para seu negócio – existem várias boas ideias, mas você precisa encontrar uma pela qual seja apaixonado e manter-se fiel a ela. Entendeu a lógica?!

Parece muito óbvio que a ideia para seu negócio precisa ser boa. Mas, a parte desafiadora é conseguir reconhecer quando uma boa ideia vale o esforço. Por isso estamos buscando não somente uma boa ideia, mas a melhor ideia. No entanto, algumas ideias podem parecer ruins ou apenas razoáveis no começo e depois tornarem-se ótimas ideias. De outra forma, uma ideia que parecia incrível inicialmente pode não se manter assim ao longo do tempo. Enquanto não existe uma forma para prever o sucesso do seu negócio, há maneiras de aperfeiçoar o seu potencial de sucesso.

O primeiro passo é refletir.
Quais são suas habilidades e pelo que você é apaixonado? Pense nas habilidades específicas que você tem (“eu conserto carros”), bem como as mais gerais (“Eu sou um ótimo gerente de projetos”). Você está basicamente analisando em quais assuntos é expert e como isso pode ser usado para uma ideia de negócio em potencial. Então, considere os temas pelo quais é apaixonado. Isso é importante, porque essa paixão vai ajudar você a enfrentar tempos difíceis quando começar seu negócio. (Imagine odiar café e ainda assim ter de prová-lo todo dia em sua cafeteira, logo não abra uma cafeteria.)

FIQUE ATENTO: Depois de olhar para dentro, olhe para fora. Estude o mundo a sua volta – seu trabalho, dia a dia, hobbies etc. Quais problemas você encontra que não estão sendo resolvidos atualmente? Por exemplo, Alex pode viver em uma área com ausência de boas clínicas veterinárias para seus cachorros.

Agora considere como você pode usar suas habilidades para resolver o problema que encontrou de um jeito que também lhe dê acesso às suas paixões. Vamos dizer que Alex é habilidoso em programação e software. Nós já sabemos que ele é apaixonado por cães e teve problemas para encontrar uma boa veterinária. Então, ele pode criar um site ou aplicativo que ajude donos de pets a receber ajuda de médico online.

Essa é uma “boa ideia” de negócio para Alex porque gira em torno do que ele sabe fazer e do que ele ama, e resolve um problema real.

A ideia de Alex pode parecer bem pensada, mas não se preocupe em ter a ideia perfeita nesse momento. Você não precisa ter um plano de negócio completo e ter descoberto todas as variáveis antes de pesquisa e definir sua ideia. Também é completamente razoável se você tem dúvidas e preocupações sobre sua ideia. Agora, você está apenas avaliando se suas dúvidas podem ser superadas, ou se as ideias devem passar de “boas” para “não valem meu tempo”

Uma vez que você define sua ideia, tenha certeza de que existe mercado para ela. Você sabe que está resolvendo um problema que VOCÊ tem, mas será que existem outras pessoas que também têm esse problema?

Faça uma lista de palavras chave relacionadas a sua ideia de negócios, então coloque-as em um mecanismo de busca. Que resultados você tem? Outras empresas? Produtos em sites de e-commerce? Quantos produtos estão listados versus quantos foram vendidos? Observe os resultados da sua busca procurando posts de blogs ou fóruns de pessoas que estão procurando soluções que sua empresa oferece. Eles mencionam produtos ou serviços que você pode melhorar?

Depois, conecte suas palavras chave a ferramentas como Google Trends. Observe a frequência com que elas são buscadas, onde os usuários se localizam, o que mais eles estão procurando e se as buscas acontecem ao longo do ano ou se podem ser só uma tendência temporária. Finalmente, busque suas palavras chaves nas redes sociais. Se outras empresas aparecerem, quantos seguidores eles têm? Elas conseguem muito engajamento? O que você pode aprender pelos comentários que os clientes deixam? (elogios e críticas)?

Encontrar outros negócios baseados na mesma ideia que você tem não significa a morte da sua ideia. Não tenha medo de competição. Sua ideia não precisa reinventar a roda. Precisa apenas resolver o problema melhor que sua concorrência. Para descobrir como fazer isso, liste as maneiras que você pode melhorar o que já está sendo feito atualmente (ou seja, liste seus principais diferenciais).

Você pode oferecer um produto ou serviço de mais qualidade?
Executar melhor?
Desenvolver melhor o branding e o marketing?
Criar uma experiência melhor para o seu usuário?

Por exemplo, Alex pode descobrir um site que permite que as pessoas mandem e-mails para os veterinários e recebem respostas em até 24horas. Alex pode então decidir que seu aplicativo vai permitir que as pessoas conversem ao vivo com o médico e não tenham que esperar por uma resposta.

LEMBRE-SE: Sua empresa também precisa ser lucrativa, é claro, então invista algum dinheiro pensando em como sua ideia vai render capital suficiente para se manter.

Finalmente, é importante receber feedback sobre sua ideia. Uma das piores coisas que você pode fazer é mantê-las para você mesmo. Receber feedback de pessoas que você confia, de pessoas em seu campo de atuação e de pessoas que trabalham na mesma área do problema que você está tentando resolver (Alex pode falar com treinadores de cachorro, por exemplo). Esteja aberto às críticas e às sugestões, e entusiasmado para ver sua ideia mudar e evoluir. Várias empresas começaram pensando que iriam resolver o problema “A” e então perceberam que na verdade estão resolvendo o problema “B”.

VAMOS FAZER AGORA: Criar a melhor ideia de negócio pode parecer desafiador no início, mas segmentar em pequenos passos ajuda. Vamos criar uma lista do que fazer que irá preparar você para encontrar sua grande ideia.

Faça uma lista de habilidades.
Faça uma lista das suas paixões e interesses.
Anote todos os problemas que você encontra frequentemente durante sua rotina diária.
Anote todos os problemas que você encontra frequentemente no trabalho.
Avalie quanto tempo você tem para investir em começar uma empresa.
Avalie se você tem os recursos necessários para começar um negócio.
Faça uma lista de pessoas que você confia e poderiam lhe dar um feedback sobre a sua ideia

BOM TRABALHO: criando uma lista inicial do que fazer. Assim que você tiver uma lista de habilidades, paixões e problemas, veja como eles podem se encaixar em uma ideia de negócio.

Por Jorge Cavalcante power by: Time Primer

Agora corra para a lição 2: Coloque no Papel: Criando seu Plano de Negócio.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *