Como tirar o melhor proveito de negócios e oportunidades após a crise

O pior momento da crise econômica brasileira parece ter ficado para trás e as oportunidades no mundo do empreendedorismo já começam a aparecer. Saiba como aproveitá-las!

 

Negócios e oportunidadesO ano de 2018 tem sido marcado pela recuperação da economia brasileira. Ainda que não seja um rápido e forte crescimento, o PIB já sinaliza que a recessão virou passado. Diante desse novo cenário, surgem milhares de negócios e oportunidades que podem ser aproveitados por quem deseja atuar no mundo do empreendedorismo.

Em momentos após crises, destacam-se aqueles que se adiantam à recuperação econômica e se preparam com antecedência, visando abrir um negócio, expandir a empresa ou, até mesmo, mudando o foco da estratégia do seu empreendimento. Para compreender melhor como isso funciona, é fundamental compreender como a crise afeta os negócios.Quando a economia passa por situações de instabilidade, os negócios, de uma forma geral, são afetados pela redução das vendas. Consumidores e empresas reduzem o consumo de bens duráveis mais caros (carros e máquinas), afetando indústrias de montagens, de manutenção e de combustíveis. Com menor demanda, esses setores passam a contratar menos de seus fornecedores e iniciam processos de demissão e de redução de custos. Dessa forma, a crise começa a se instalar em cascata, fazendo com que grande parte das empresas diminua e, muitas vezes, se vejam obrigadas a fechar suas portas.

No auge da crise, o Brasil viu seu saldo de empresas declinar. De acordo com o IBGE, em 2014 a quantidade de empresas novas totalizou 726,3, em comparação com 944 mil empresas que fecharam. No ano de 2015, os dados apontam 708,6 mil empresas abrindo e outras 713,6 mil fechando. Em ambos os anos houve redução no saldo de empresas ativas.

Por outro lado, os negócios que conseguem se adaptar, reduzir custos e adequar suas margens têm potencial de saírem fortalecidos da crise, a partir de uma estrutura mais enxuta e uma menor quantidade de concorrentes. Não é por acaso que costuma-se dizer que em toda crise existem oportunidades.

Gustavo Garcia, cofundador do meuBiZ, especialista em venda de empresas , explica que o momento atual da economia brasileira pode ser muito propício para abrir ou comprar um negócio . “O preço de negócios à venda está cerca de 20% mais barato hoje que há um ano atrás e há uma grande quantidade e variedade de pontos comerciais para alugar por ótimos valores”, comenta.

Garcia explica que quando o proprietário coloca seu ponto comercial à venda ou para alugar, cria-se uma oportunidade de negociação de preços junto ao proprietário já que, com a baixa demanda, é possível conseguir melhores condições para se tornar um novo inquilino e instalar seu negócio.

Dessa forma, para aproveitar as oportunidades pós-crise, o primeiro passo é estar alerta às oportunidades de ponto comercial e empresas à venda . É possível encontrar boas oportunidades na internet e ao se deslocar pela cidade. “Sempre que estiver caminhando, busque pelas placas de “passo o ponto” e “aluga-se”. Ali podem estar escondidas excelentes chances para quem busca se antecipar à recuperação total da economia”, conclui.


Por DINO power by: Time Prime

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *